Exposição e Conversas Bordadas no Espaço Cultural Casa do Lago

A tristeza se converteu em alegria para a arte-educadora Thereza Barreto, funcionária da Coordenaroria de Assuntos Comunitários (CAC) da Unicamp. A explicação está no emaranhado de linhas de crochê, tricô e bordado que viraram arte. Ao tecê-los um dia, veio a ideia de começar um projeto na Unicamp envolvendo esses elementos. Deu certo e, como resultado, foi aberta nesta segunda-feira (15) a primeira Exposição e Conversas Bordadas da Universidade no Espaço Cultural Casa do Lago, que prossegue até o dia 26 deste mês.

Na verdade, este trabalho é fruto do projeto de oficinas motivacionais, que iniciou em 2013. Thereza trabalhava numa unidade da Unicamp na qual atuava basicamente com planilhas e números. Não via sentido nessa atividade para as suas aspirações. Mudou de área. Foi trabalhar na CAC. “Quando cheguei lá, tinha muitos projetos em andamento, como o de coleta e seleção do lixo (os recicláveis) e a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCPs). Todos eles já tinham um caminho. Procurei o meu. Tudo começou com um projeto em que eu já atuava à noite – o projeto Vida e Motivação”, contou. Por conta dele, foi fazer uma disciplina no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Unicamp com o professor Jonas Romualdo. “Ele me achou uma pessoa alegre e sugeriu que trabalhasse com o discurso da depressão, pois poderia trazer uma luz a essa pesquisa, no sentido de pensá-la como uma epidemia”, relatou.

Pesquisou muitos textos, descobriu muita gente triste, muita tarja preta e muita solidão, chamada depressão. “Participava das aulas e não achava o fio condutor do trabalho. Um belo dia, descobri. Percebi que fazer tricô me dava felicidade. Então aliei ao tricô pesquisa e passei a ouvir depoimentos de pessoas que tentaram até o suicídio. Além de levar um bate-papo e poder fazer a minha pesquisa, eu levava agulhas de tricô e lhes ensinava”, informou.

Thereza aprendeu a bordar aos dez anos com sua mãe em Cruzeiro do Oeste, no Paraná. Aprendeu crochê no convento e tricô com uma amiga (Neli Babini), com quem morou em Campinas, por indicação do padre Haroldo. “Hoje para mim o tricô tem ponta de asa, de libertação. Eu estava me libertando e dentro do convento. As pessoas que viram o trabalho o admiraram. Fiz muitos cachecóis num período de intenso frio”, salientou.

Sua mãe entrou em depressão com a morte da avó. Como ela sabia fazer umas flores de fuxico, a filha lhe pedia para fazer sacos deles a fim de esconder sua dor. Chegou uma hora que não sabia mais o que fazer com tanto saco de flor. Teve então a ideia de aplicar os fuxicos nas suas roupas.

Não tardaram os primeiros pedidos. “O projeto se tornou conhecido e com essas fagulhas de história chegou à CAC, onde recebeu grande apoio do órgão e da Preac”, afirmou Thereza. “O projeto cresceu muito e já foi mostrado em dez Estados do país. Tenho convite para ir a outros oito estados e para os Estados Unidos, Chile, Paraguai e Portugal”, comentou. Um dos pontos altos do projeto é a oficina da bola da felicidade, onde a arte-educadora ensina 12 pontos de bordado. Enquanto isso, as pessoas contam suas histórias de vida, as quais foram publicadas no livro Milagres Bordados, que será lançado nesta segunda-feira. Leia mais.

“Duzentas e seis comunidades de Campinas e de outras cidades foram alcançadas através das oficinas. São hoje nove projetos e, no próximo dia 28, começaremos um novo projeto com o Departamento de Plástico do Colégio Técnico da Unicamp (Cotuca). Devemos alcançar cerca de dois mil alunos. Estou muito empolgada”, revelou Tereza.

Atualmente, seus projetos estão no Hospital de Clínicas (HC), nas áreas de Pediatria, Nefrologia e Hospital Dia. “O Hospital Dia é o mais querido dos nossos projetos, pois é onde trabalhamos o lado mais sofrido da história, que é como conviver com a Aids e a precariedade financeira”, frisou.

O professor João Frederico Meyer, pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários (Preac), esteve no evento e enfatizou que essa iniciativa começou pequena, cresceu e se tornou muito grande, não no tamanho físico, mas na importância que tem na vida das pessoas. “Uma coisa muito importante aqui, e que tem a ver com a extensão, é que o bordado não é meramente um bordado. Envolve pesquisa, cultura, história e o tratamento a uma comunidade que necessita de atenção e valorização”, ressaltou.

Na programação dessa primeira Exposição e Conversas Bordadas da Unicamp, haverá três workshops e três palestras, rodas de conversa, desfile de saias bordadas (uma proposta de empreendedorismo com o bordado) e o lançamento do livro. Há eventos programados para essa semana, realizados nas dependências da Casa do Lago e também na sala de expressões artísticas com linhas e agulhas no Centro de Convenções da Universidade.

http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2016/08/15/exposicao-e-conversas-bordadas-no-espaco-cultural-casa-do-lago#!prettyPhoto

Lançamento do Livro Milagres Bordados

foto_montagem_preac_350xA arte-educadora Tereza Barreto lança seu livro Milagres Bordados na 1ª Exposição e Conversas Bordadas da Unicamp, que será aberta na segunda-feira (15) e vai até o dia 26 de agosto na Casa do Lago, promovida pela Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC). O livro publicado pela Editora Setembro conta as experiências de três anos da Oficina Bola da Felicidade, projeto criado pela autora no âmbito da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Preac).

“O livro é uma espécie de diário de bordo, onde eu conto minhas experiências e de mais 28 pessoas que participaram das oficinas. Quando cheguei à CAC, propus que se pegasse um pé de meia usada, uma manta acrílica e ensinei doze pontos de bordado. Parecem simples bolas bordadas, mas elas contêm todo um simbolismo para quem borda”, explica Tereza Barreto. “Cada participante conta uma história de vida – na infância, na escola, com amigos – numa arte-terapia. Vi muita solidão, sofrimento, necessidade de acalanto e de conversa; e também alegria e receptividade, me sentindo muito abraçada. O livro é uma maneira de não deixar tudo isso passar apenas como notas de Facebook.”

A autora acrescenta que a oficina tem como finalidade um “detox digital”, ou seja, a construção de uma abordagem motivacional através do bordado. “O processo de construção e bordado da bola simboliza a vida longe dos celulares e outros eletrônicos que nos sedam, ao mesmo tempo em que realizamos dinâmicas como exercícios respiratórios, alongamentos e partilhas das experiências de vida de cada um. Tudo acontece dentro de um espaço de música, meditação e contato direto com a natureza.”

Tereza Barreto lembra que a oficina piloto, em setembro de 2013, tinha apenas três pessoas, mas cada uma delas trouxe mais duas, que foram trazendo outras e o conceito foi se disseminando, rendendo muitos convites. “Já realizamos mais de duzentas oficinas em dez estados brasileiros e quatro universidades (USP e as federais de São Carlos, Bahia e Espírito Santo). Na UFES criamos um projeto para trabalhar a questão da agressividade e violência em escolas da rede pública. Recebi convites para ir a Portugal e aos Estados Unidos. Já ganhei 23 passagens aéreas e me hospedei muito em ‘casa de estranho’, rompendo com a zona de conforto que é o campus da Unicamp.”

Segundo a arte-educadora da CAC, já passaram pelo projeto aproximadamente 2.000 pessoas, sendo que muitos trabalhos que elas criaram estarão expostos da Casa do Lago. “Temos projetos como na área hospitalar, junto a mães que acompanham os filhos à espera de doação de órgãos, e também com pacientes da pediatria. Lá criamos uma árvore de Natal com 250 bolas bordadas que levaremos à exposição.”

 

Fonte: http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2016/08/11/historias-contadas-em-rodas-de-bordado-rendem-livro-e-exposicao

19º Café com Bordado & Bazar de Natal!

  Convite Especial

                    19º Café com Bordado & Bazar de Natal!

bazar de natal

Que as alegrias do Menino Jesus no Presépio encantem e iluminem as nossas almas! E que em nossas vidas, a partir deste instante, cheguem o amor, o perdão e a compaixão e, assim, o Natal  acontecerá plenamente em nós!

 

Este convite para o 19º Café com Bordado é um evento que faz parte do Projeto de Vida e Motivação – Tereza Barreto, realizado através de Oficinas de Bordado, no formato de arte e terapia com pessoas deprimidas. Nasceu de uma monografia que escrevi sobre os discursos da depressão na Unicamp, sob a orientação do Professor Jonas Romualdo, no Instituto de Linguagem da Unicamp, em 2004. Todas as informações sobre esse resgate de vida por meio do artesanato estão registrados no site www.terezabarreto.com

 

Conto com seu apoio na divulgação desse evento, junto a todas as pessoas que queiram conhecer um trabalho sério de retalhos de dor da alma/depressão, transformados em verdadeiras obras de arte, tendo como ferramentas únicas Amor, linhas e agulhas!

 

Conto com sua presença!  E convide também suas  amigas, pois tenho certeza que vocês vão adorar!!!

 

DATA: De 07 a 14/12/2013

ENDEREÇO: Bom Senso Turismo

HORÁRIO: das 10h às 18h

Rua Coronel Quirino,1703

Cambui – Campinas

Cel. (19)9759-5373

 

18° Café com Bordado e Bazar de Primavera

Queridos Amigos,

A primavera está chegando, e trazendo com  ela, a festa dos cores,das flores e  a magia dos encontros… é como se o tempo fizesse uma pausa da rotina cinzenta para celebrar e cantar essa linda canção abaixo:

E é claro que dentro desta estação encantada do ano não poderia  faltar o nosso  Café com Bordado e o  Bazar da Primavera que acontecerá  no dia 14/09/2013  das 10 às 18hs na Bom senso Turismo  Rua Cel. Quirino, 1703   – Cambuí – Campinas

Venham, pois será um dia inesquecível!!!

Estes são alguns dos modelos que estarão disponíveis no dia do Bazar!

Abraços Carregados de carinho

Terezinha

 

Vou voltar na primavera

E era tudo que eu queria
Levo terra nova daqui
Quero ver o passaredo
Pelos portos de Lisboa
Voa, voa que eu chego já
Ai se alguém segura o leme
Dessa nave incandescente
Que incendeia minha vida
Que era viajante lenta
Tão faminta da alegria
Hoje é porto de partida
Ah! Vira virou
Meu coração navegador
Ah! Gira girou
Essa galera.
Vou voltar na primavera
E era tudo que eu queria
Levo terra nova daqui
Quero ver o passaredo
Pelos portos de Lisboa
Voa, voa que eu chego já
Ai se alguém segura o leme
Dessa nave incandescente
Que incendeia minha vida
Que era viajante lenta
Tão faminta da alegria
Hoje é porto de partida
Ah! Vira virou
Meu coração navegador
Ah! Gira girou
Essa galera.
Ah! Vira virou
Meu coração navegador

18 cafe com bordado (4) (1) (Page 1)

 

4ª Oficina de Bordado

Continuando com nosso projeto das Oficinas de Bordado, convido todos a participarem desse nosso encontro maravilhoso! Será no dia 17 de Agosto, novamente no Espaço Mundo Verde. Venha aprender a bordar e ter um dia maravilhoso!

Lembrando que a Oficina é gratuita e como temos vagas limitadas é preciso se inscrever pelo telefone (19) 3253-5523.

Esperamos vocês!

4 oficina

Seminário “Física da Cor” da Profª Maria Brasil

A CIÊNCIA DA COR

As  CORES são fascinantes e essenciais em nossas vidas.  Uma definição básica para COR é a propriedade associada à percepção humana dos espectros de luz. Isaac Newton foi o primeiro físico a estudar COR de maneira sistemática, mas vários outros físicos famosos trabalharam no assunto, como Maxwell. Atualmente, muitos centros de pesquisa trabalham ativamente em COR impulsionados por grandes verbas da indústria. COR é fundamental no projeto, produção e venda de qualquer objeto à venda e envolve uma aspectos bastante diversos como pigmentos, impressão gráfica, telas digitais, … Neste seminário vou resumir o que estudamos na disciplina Física da COR.  Este tema é na verdade extremamente interdisciplinar e inclui além da física, várias outras áreas como biologia, psicologia, química, arte, matemática, computação … Na apresentação vou abordar vários tópicos interessantes como a detecção, codificação e análise da cor pelo sistema biológico e como ele gera ilusões ópticas como a “after-image”, a realidade por trás do modelo simplista de 3 cores primárias e o funcionamento dos modelos aditivo e subtrativo de cores, os espectros das cores e porque percebemos as cores aproximadamente constantes independentes de imensas variações da iluminação, efeito conhecido como constância da cor.

Auditório do IFGW (UNICAMP)

Quinta-feira, 25 de abril, 16 h

Profa. Maria José Santos Pompeu Brasil

Um Convite Especial

17º Café com Bordado & Bazar de Dia das Mães

image

Esse evento faz parte do Projeto de Vida e Motivação – Tereza Barreto , realizado através de oficinas de arte e terapia com pessoas deprimidas ou amantes do artesanato , nasceu de uma monografia escrita sobre os discursos da depressão no Instituto de Linguagem da Unicamp em 2004. Todas as informações sobre esse resgate de vida, através do artesanato que podem ser vistos no site: www.terezabarreto.com Conto com seu apoio na divulgação desse evento, junto a todas as pessoas que queiram conhecer um trabalho sério, feito com os retalhos das dores da alma/depressão,transformados em verdadeiras obras de arte, tendo como ferramentas apenas: Amor, linhas e agulhas

Conto com sua presença!

DATA: 11/05/2013
ENDEREÇO: Bom Senso Turismo
Rua Coronel Quirino,1703
Cambui – Campinas
HORÁRIO: das 10 às 17H