Tempo de Milagre

milagre

Na divina ordem do tempo e do espaço, recebi uma mensagem com o título de Tempo Mágico (Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio. Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena.) que, muito me inspirou na elaboração deste site que tem como objetivo refletir nossas experiências cotidianas, que eu chamo de “ milagre do estar aqui e agora, daquele sopro divino que mora em nossa essência vital com o apelido de “ vida “ e a utilidade deste ato de viver, dentro deste ciclo de eternidade que , a nós foi confiado.

Este trabalho com artesanato foi nascendo a partir de muitas reflexões que fiz ao longo do tempo que eu chamo de Puro Milagre cada um dos minutos que temos como oportunidade de estar aqui (…)! e também de uma monografia que escrevi em 2005, sob a orientação do Prof. Dr. Jonas Romualdo do Departamento de Lingüística Textual do Instituto de Linguagem da Unicamp, sobre os Discursos da Depressão o qual me levou à sérias perguntas sobre nossa qualidade de vida com saúde psíquica, equilíbrio e paz de espírito, dentro deste cotidiano congestionado de modernidade e tecnologias singulares que extinguem nossos postos de trabalhos e paralisam as nossas mãos.

As estatísticas sobre as incidências de doenças depressivas sobre a população mundial em 2020, são assustadoras, quase metade das pessoas vivas no planeta vão estar deprimidas, ou seja, no mesmo tempo em que, todos os conhecimentos e descobertas são processados e transmitidos em altas tecnologias e, a vida doméstica ficou tão simples, pois temos máquinas para tudo; e nas catedrais do consumo todos os sonhos se realizam em fração de segundos, (…) de uma passada de cartão de crédito e tudo está ali, em nossas mãos! – porque esse humor negro? Essa apatia….,essa falta de cor e sabor…por quê nossas almas estão adoecendo? Dentre estas inúmeras interrogações sobre o verdadeiro sentido das nossas vidas aqui, neste planeta, descobri que fazer uma tarefa prazerosa pode nos trazer um pouco de refrigério para a alma. O tricô e o crochê me acalmam, as linhas e as lãs com suas respectivas cores soltas dão leveza e flexibilidade; As agulhas vão norteando e tecendo maneiras novas de viver: sem antenas, livres, leves e soltos.

Dessa minha auto terapia está nascendo este site com peças confeccionadas como gestos de amor e luz que são simbolizados nas flores dos girassóis e, estarão indo na divina ordem das coisas para as pessoas certas na hora certa.

-Tereza  Barreto

2 respostas para Tempo de Milagre

  1. I simply want to tell you that I am new to blogging and site-building and certainly liked your web page. Very likely I’m want to bookmark your blog . You certainly have fantastic articles. Many thanks for revealing your web site.

  2. HELOISA PINHO diz:

    Oi Tereza.
    Cheguei ao seu site pela curiosidade em mim provocada pela nota publicada por Almir Reis em sua coluna no Correio Popular, 05/03/17.
    Fiquei encantada com seu texto e de como vc expôs sua sua jornada com tamanha delicadeza, me emocionei muito.
    Seu artesanato é lindo e como arte terapeuta, achei muto intressante seu trabalho “Bola da felicidade”, que chegou ao meu conhecimento, no exato momento em que estou desenvolvendo um trabalho pessoal, usando o bordado como relaxamento e auto conhecimento.
    Sou artista plástica e arte terapeuta e hoje trabalho como voluntária, com artesanato, em uma casa de apoio em tratamento oncológico.
    Parabéns!!!!!

Deixe uma resposta para HELOISA PINHO Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>